Becket, o favorito do Rei é um filme emocionante que retrata a história real da amizade entre o Rei Henrique II e Thomas Becket, seu confidente e amigo. Na trama, Becket é nomeado Arcebispo de Canterbury, uma posição de grande importância na hierarquia da Igreja Católica.

No entanto, essa nomeação acaba por colocar à prova a amizade entre Becket e Henrique II, já que o novo arcebispo se recusa a cumprir as ordens do rei, que incluem a cobrança ilegal de impostos e outras medidas corruptas.

Apesar dos esforços de Henrique II para reconciliar-se com seu amigo, a tensão entre os dois atinge seu auge quando Becket é assassinado dentro da Catedral de Canterbury. O assassinato de Becket é considerado por muitos como um dos momentos mais dramáticos da história medieval da Inglaterra.

Como resultado da morte de Becket, Henrique II foi obrigado a mudar sua postura em relação aos seus subordinados, restringindo as suas próprias autoridades e dando mais poder à Igreja Católica.

Becket, o favorito do Rei é um filme que retrata a amizade e a lealdade, o conflito entre o poder e as crenças religiosas, e a luta pela justiça e pela integridade. Este filme é uma referência para aqueles que se interessam pela história medieval da Inglaterra.

Em suma, Becket, o favorito do Rei é um clássico do cinema que mantém a sua relevância até hoje. A sua história emocionante e cativante continua a inspirar audiências ao redor do mundo, e é um exemplo perfeito da importância da lealdade, da justiça e da integridade.